sábado, 10 de julho de 2010

Gatinhos: por que tê-los?


Muitos dizem que os gatos gostam do seu lar e que os cachorros gostam de seus donos. Tudo isto é puro mito! A verdade é que os cães são mais dependentes de nós para irem passear, ganhar carinho, brincar, tomar banho e mais um mooooonte de coisas. Já os gatos, eles são independentes, aceitam ficar sozinhos em casa numa boa, tomam banho sozinhos, fazem suas necessidades na caixinha de areia e basta uma bolinha para eles se divertirem bastante!
O que os diferenciam dos felinos selvagens é a sua menor estatura, capacidade de caçar roedores e conseguirem conviver no mesmo ambiente que os humanos. Contudo, alguns de seus hábitos selvagens permaneceram, como por exemplo, o seu jeito de caminhar de maneira silenciosa. Devido ao seu forte instinto de caça, os gatos passaram a fazer parte da vida do homem quando os mesmos passaram a ter grandes áreas de cultivo, necessitando de um mascote para exterminar as pestes e pragas que invadiam suas terras.
Os gatos foram um dos primeiros animais de estimação da história, passando a ser domesticados pelos egípcios. No Egito, os gatos eram venerados como deuses, tanto que, havia uma deusa chamada Bastet cuja cabeça era semelhante ao de um gato. A veneração era tanta que era proibido transportar ou matar tal animal, o que poderia ocasionar a pena de morte. Além disso, quando o animal morria, seu dono deveria usar trajes de luto.
Embora fosse proibido, os gatos acabavam sendo transportados de maneira clandestina, o que os fizeram chegar à Pérsia (daí a raça Persa), outro local em que também foram venerados. Lá, acreditava-se que os gatos pretos eram “espíritos amigos” que estavam presentes para acompanhar o homem em sua ”jornada” pela Terra. Portanto, quando se maltratava um gato preto, era o mesmo que maltratar a si mesmo.
Sendo assim, a situação mudou de rumo. Os gatos passaram a ser vistos como algo ruim, um ser maligno, digamos assim. Com isso, eles passaram a ser queimados em fogueiras junto com as bruxas. Daí as lendas que dizem que toda bruxa possui um gato preto e que tal animalzinho é sinônimo de sorte ou azar.
Os gatos voltaram a ser aceitos pela sociedade, chegando a ser um “acessório chique” para as madames. Com isso, surgiu a valorização das raças de gatos, o que levou a evitar misturá-las e mantê-las puras. Assim como o gatinho “Snowbell“ do filme “O Pequeno Stuart Little” da raça Persa.

Se você estiver pensando em ter um animalzinho de estimação, o gatinho é um dos mais fáceis de você convencer os seus pais, isto é, se você e nem ninguém da sua casa possuir alergia a gatos, é claro. Veja abaixo alguns argumentos para você convencer os seus pais de ter um:

1) Para começar, a primeira preocupação de seus pais serão as necessidades fisiológicas do animalzinho. Sobre isto, diga a eles que o gatinho terá uma caixinha de areia que facilitará a sua higiene e que sempre que ela estiver suja você irá limpá-la. Em seguida, diga que não é necessário dar banho no gato, já que ele toma banho sozinho. Contudo, você pode lhe dar banho algumas vezes ao ano para mantê-lo cheirosinho.
2) Os gatos precisam afiar suas unhas, portanto, avise seus pais que você irá ensiná-lo que o local de arranhar as unhas é no arranhador, e não no sofá... rs...
3) Um dos melhores argumentos é dizer que os gatos não fazem barulho. Como eu disse, até para caminhar eles são silenciosos. Não são de miar sempre. (Lembro-me que quando eu era menor, eu ficava ansiosa para ouvir o meu gatinho miar. Ele raramente miava... rs...)
4) Independentemente de você viver em casa ou apartamento, ter um gatinho é o ideal. Além disso, não é necessário você ficar levando-o para passear, muito menos se preocupando em deixá-lo em casa sozinho. Como mencionado no meu texto, eles são independentes.
5) Por último, você não precisa ficar brincando com o seu gatinho o tempo todo. Eles não se deprimem facilmente. Dê uma bolinha para ele, mesmo sendo de papel, que ele irá se divertir bastante! Mas é claro, dê bastante amor ao seu bichinho (independentemente de ele ser um gatinho ou não)!

Espero que tenham gostado de aprender mais sobre os gatinhos e das dicas também!
Um mega beijo,
Renatinha Araújo.

11 comentários:

Cíntia disse...

Ola flÔr tudo bem...
adorei a postagem eu particulamente amo os gatos e fiquei muito triste qndo minha 'filhinha' Mia morreu, eu não sabia muita coisa de como cuidar de um gato filhote dai ele pegou pneumonia. sniff.
Mas agora ja aprendi a lição...
mil bjs volto sempre tah.
ótimo fds...

Anjo Noturno disse...

Oi linda, adorei seu post sabe porque? Porque sou "apaixonada" por felinos tenho um casal de gatos, são meus bebês e recentemente o gato da minha irmã foi brutamente e covardemente agredido por um desgraçado infeliz por maldade ele quebrou a patinha do bichinho,mas graças a Deus no sacrificio($)conseguimos salvar ele esta com pinos daqui um mês se livra deles até que calcifique o osso.
Amo os animais e odeio quem os maltrata.
Meus bebês...
http://www.youtube.com/watch?v=xQX_-WdAHQI

Elza Carrara disse...

Oie...
Eu amo gatinhos! Sempre tive cachorros e gatos convivendo juntos, mas só os gatinhos dormiam na minha cama :)
Bjs.

*** Andrea Garcia *** disse...

Oi, adorei seu blog lindo! Tem newsletter?
Um cheiro pink pra vc!...

Andrea Garcia Barros
andreagarciafla@hotmail.com
Seg.: *** Andrea Garcia ***
Araióses – MA

Babi Zuza disse...

Oi Re..

Adorei seu post sobre gatinhos..
Tenho 2 gatinhos.. mto fofinhos.. adoro eles.. e o engraçado que o povo fala que eles não fazem festa quando o dono chega em casa que nem os cães.. mas fazem sim.. nós que temos gatos sabemos disso.. o meu gatinho toda vez que eu acordo de manhã e saio do quarto ele vem correndo, dá uma miadinha e ainda faz um chamego.. rrs.

B-jinho Babi Zuza

Joana Neves disse...

olá miga querida! Que bom é receber sua visita e sobretudo seus recadinhos tão gentis:) miga não pude vir mesmo mais cedo para oferecer o meu selinho mas esteja à vontade para o trazer para cá, pois ofereço com maior carinho:)
Tive a ler o seu post sobre os gatinhos e adoptei um há uma semaninha:) Eu adoro animais mas realmente optei por um gatinho pois eles são mais autónomos e não se sentem sozinhos:) E é mesmo verdade, o meu gatinho adora bolinhas, ele passa mesmo muito tempo a brincar=^.^= eles são mesmo uma ternura!!
um bjinho grande miga e uma linda semaninha para vc:)

Joana Neves
http://joana-neves.blogspot.com

Mariana Lourenço disse...

Gatos sã lindos mesmo, eu já tive um mas hoje em dia prefico meu cão e coelho!

Estou com uma promoção no meu blog, sorteando uma bota preta de cano alto. Passa lá para conhecer e participar.

http://goglamblog.blogspot.com

beijos

@goglamblog

Priscila disse...

NAHSIANSAUSANSIAOSNA Agora me lembrei de umm filme - que não lembro o nome - era de Cães X Gatos e os gatos eram do mal MANSUAOSNASIASNASOANS

♥ Vίνίαŋє ♥ disse...

Eu tenho uma amiga que adora gatos, e eles são super carinhosos com ela. Há uma diferença entre gatos e cachorros, mas os gatos também são muito carinhosos com os donos, e alguns deles, dependendo do comportamente, até vivem numa boa com outros animais. Eu gostei muito da postagem. Não tenho gatos, porque quero ter muito espaço para criar os bichinhos e onde eu moro não teria como eles viverem com espaço e um cantinho só deles, mas eu gosto muito de gatinhos. São lindos!

Dud's disse...

oi querida,
antes eu confesso que tinha um certo preconceito com gatos, mas foi convivendo com os 2 que meu pai tem que comecei a amar os bichinhos ^^
ok, ainda prefiro cães...hehehe
boa semana
;*

Sumie disse...

Muito bom seu post,eu adoro gatos.Tem uma época que eu tinha 10gatos.
Bjs!

Related Posts with Thumbnails