sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Diário de Bordo: Bogotá, Colômbia.

Janeiro de 2016, lá estava eu: rumo à Bogotá!

Era meu último final de semana na Colômbia e ainda havia me sobrado uma grana. Eu e uma amiga de Porto Rico, resolvemos nos juntar e irmos para a capital colombiana!


Não planejamos nada. Simplesmente vimos quanto custava a passagemd e ônibus de Bucaramanga até Bogotá (42 mil pesos colombianos! Cerca de 50 reais!), compramos e fomos.

Hospedagem

Fomos de madrugada, para economizarmos uma diária em hotel, chegando lá pela manhã e podendo aproveitar o dia todo. Nossa primeira noite foi na casa de um amigo dela, que estava em Bogotá também para um intercâmbio pela AIESEC. Na segunda noite, ficamos em um Hostel bem no centro de Bogotá, seu nome: Musicology. Foi minha segunda vez me hospedando em um hostel, sendo a primeira fora do Brasil (antes, eu só havia ido para confraternizar com os estrangeiros, como na Casa Guane em Bucaramanga). Na recepção do hostel, eles vendem uns alfajores muuuuito bons! Que saudades! Alfajores grandes, por apenas CO$2.500,00!!! (Cerca de R$2,80.)


Gostei bastante da experiência. Beliches bem amplos, com baús grandes também. Bastantes edredons, já que em Bogotá faz bastante frio. Dormi bem quentinha, pagando US$7,00 a diária. Cerca de 21 reais, naquela época.

Passeios:

Dos passeios que fizemos, fomos à Monserrate. Lá eles têm o "próprio Cristo Redentor". Bem menor que o nosso, mas fica lá no alto. Trata-se de um morro à 3.200 metros acima do nível do mar! Paguei CO$18.000 (se eu não me engano) para andar no teleférico. Parece que também é possível subir por uma trilha, mas não arrisquei. Estava chuvoso naquele dia, junto com o "friozinho" de Bogotá! Dia perfeito para tomar um café... E foi justamente o que eu fiz! Tomei um café delicioso na Casa Santa Clara, que fica justamente no Cerro de Monserrate! Maravilhoso!


Bogotá é uma cidade histórica e nele há diversos museus. Ficamos lá por apenas 3 dias e optamos por ir ao Museo de Arte del Banco de La República, Museo Botero, Casa del Oro, Museo de Arte Moderno e ao Planetário. Quando chegamos ao Museo de La República, havia um grupo de pessoas jogando capoeira em frente. Bem legal.






Visitamos algumas praças também, como a Plaza Simon Bolivar e o Parque da Independência, ambas aparecem no seriado "Narcos", da Netflix.


Na Plaza Bolívar é típico as pessoas comprarem milho para jogar aos pombos. Os pombos são tão "domésticos" nessa área, que elas não têm medo de subirem em sua mão para comer. É só por o milho na sua mão que eles vêm em cima! E eles são bem pesadinhos! rsrs... Morri de medo! hahahaha Mas acostumei... É nojento, eu sei! Tomei um banho de álcool em gel logo em seguida! kkkkkkkkkkk

Também fomos à Iglesia del Carmen, vimos lhamas de pertinho (eu não as conhecia pessoalmente ainda!), morri de medo de tomar uma cuspida! hahahaha Mas elas estavam "de boa" nesse dia! rsrs...





Comes & Bebes:

Durante o café da manhã, comemos em uma pensão muito bonitinha chamada Casa Galeria. Ela fica bem no meio de uma pequena vila, muito famosa, na Candelária. Uma gracinha! O melhor arroz doce da minha vida! Croissant de chocolate muito bom também! Nessa vila é comum haver passeios turísticos para conhecer os grafites que há em seus muros!


No almoço e jantar, optamos por fast foods. Não aguentávamos mais a comida colombiana. Não tem tempero! Eles não gostam de cebola, de alho, nem de pimenta! rs... Totalmente sem tempero! Muito sem graça... rs... Porém, em nosso primeiro dia, almoçamos em um restaurante chamado "El Parque", próximo ao Planetário. A comida era bem gostosinha e a sobremesa era à vontade!


Adoramos as empanadas colombianas! De dia íamos ao Mc Donalds e à noite, pedíamos empanadas no Hostel. Pra mim, as melhores eram: frango com catupiry e abacaxi com presunto (acredite é muito bom!)!

No lanche da tarde, íamos à Cafeteria Don Juán! O melhor café colombiano! Que delícia!


Transporte:

Uma vez no Centro, não precisávamos nos locomover de transporte público por lá. Andamos tudo a pé. Mas lá o sistema de transporte deles é completíssimo! Bogotá inteira possui o Transmilênio que é o equivalente ao BRT do Rio. É igualzinho! A diferença é que não há bancos dentro das estações para aguardar os ônibus. E lá, os ônibus também não possuem ar condicionado (até porque em Bogotá faz frio!). Para qualquer lugar que você queira ir, basta baixar o aplicativo do sistema de transporte de Bogotá, colocar o local onde você está e o destino, que o aplicativo te explica como chegar! Não é nenhum bicho de 7 cabeças! rs...



Comprinhas:

Compras em Bogotá é bem tranquilo também. Falaram-me, em Bucaramanga, que em Bogotá era tudo mais caro. É verdade, comida e táxi eram cerca de 2 mil pesos colombianos a mais que em Bucaramanga. Mas, ainda assim, não achei nenhum absurdo para uma cidade grande, parecida com São Paulo.

No Centro de Bogotá, próximo ao Museo del Oro há vários centros comerciais. Você irá encontrar muitas lembrancinhas por lá. Inclusive chaveiros com uma ampola que eles juuuram que em seu conteúdo há cocaína! (Fala sério!) Mas confesso, que esse chaveiro me chamou a atenção por haver uma exsicata de Erythroxylaceae junto (Engenheiros Florestais e botânicos entenderão! rs). Não o comprei, pois fiquei com medinho da fiscalização nos aeroportos (sim, eu assisto "Aeroporto: Bogotá" no Discovery Channel! hahaha). Pena que não o fotografei. Por ali também há vários comerciantes de rua. Você pode encontrar mochilos, artesanatos, óculos escuros e livros!

O segredo em Bogotá é barganhar. Não tenha vergonha, peça descontos! Na foto abaixo, estou usando um mochilo (que é como eles chamam esta bolsa colorida).


Ela custava CO$250.000,000 (cerca de 300 reais). Eu e minha amiga porto riquenha, choramos, pedimos desconto, até que o preço abaixou para CO$70.000,00 (preço que custa em Cartagena). Ainda assim, fomos à outra loja e, negociando, uma mulher nos ofereceu seus mochilos pelo mesmo preço da moça da outra loja. Dissemos que gostamos mais da estampa que havia na outra loja e que só compraríamos com ela se ela abaixasse mais ainda o preço. (Pois, para comprar pelo mesmo preço, compraríamos a mais bonita, né?) Conclusão, de CO$250.000,00, levamos o mochilo por CO$65.000,00 (cerca de R$70,00!). Uma pechincha!

Fizemos isso com tudo o que compramos. No geral, negociamos TUDO! TUDO MESMO! Vale a pena! Não aceite o primeiro preço que eles te derem! Geralmente, eles aumentam o preço quando vêem que você é estrangeiro.

Gasto nessa viagem: cerca de 200 a 300 mil pesos colombianos (lembrando que eu já estava na Colômbia, logo o transporte não foi aéreo, foi por ônibus). Esses gastos incluem, diária de 2 dias em hostel, transporte de ônibus ida e volta e compras de alimentos e lembrancinhas.

Dúvidas e outras perguntas, deixem nos comentários ou podem me enviar um e-mail também. Só clicar na aba "contato"!
Espero que tenham gostado!
Beijos!

5 comentários:

Nana Barcellos disse...

Olá,
Ah, mds essas comidas, meu olho vai direto nos doces HAHAHA
Ficaram lindas as fotos. Queria ir num Planetário de novo, só fui uma vez num passeio da escola, sendo assim, chato kkkk

tenha um ótimo final de semana :D
Nana - Obsession Valley

Júlia Evelyn disse...

Otima viagem sem gastar taaaanto.

juliamodelodemodelo.blogspot.com

Karina Pink disse...

Muito bom!!!
bjs
http://www.pinkbelezura.com/

ρaloma β. disse...

As fotos ficaram linda!
Viajar é sempre bom né?
Beijokas
dreamsdsweet.blogspot.com

Vanessa Ferreira disse...

Olá lindona, amo ler sobre suas viagens, é um sonho que acabo realizando ao ler tudo que conta.
Um dia quero muito sair do Brasil e conhecer outros lugares por aí. Deve ser o máximo!!
Gostei muito dessa viagem e economizou bem, ainda deu para aproveitar um pouquinho mais.
Amei.
beijos.

meumundosecreto

Related Posts with Thumbnails